Tuesday, 29 November 2016

Goodie Playground #1

E bem vindos a mais um novo cantinho aqui do The Sad Girls Club (we're on fi-aaaah!): o Goodie Playground. Este será o local onde faremos reviews e hauls de tudo e mais alguma coisa que nos vier parar às mãos (até coisas relacionadas com gaming, se calhar; nas mãos da Ana, não se admirem disso), tanto gostemos, ou não. O intuito é sermos o mais imparciais possíveis! Quiçá até não vos acabamos a ajudar com as vossas comprinhas, por aí...






No fim-de-semana passado encontrei um quiosque NYX no Forúm Coimbra e claro que não resisti em trazer para casa algumas coisinhas. A maioria dos batons que tenho são escuros, e, desta vez, queria muito um nude, mas um que não me fizesse parecer morta na minha palidez. 

A Ana tinha-me pedido que procurasse um batom para ela, mas só havia assim em kits de 3. As outras duas cores agradavam-me e, já que o Natal está aí à porta, não fazia mal comprar umas prendinhas para mim própria. E foi assim que estas belezas vieram comigo para casa.

São ambas as gamas bastante resistentes, especialmente o Lace Detail, que é também o que seca mais rápido e que se torna um pouco mais seco nos lábios que os outros três. Apesar da utilização ter sido breve, no geral, estou bastante satisfeita com a compra, mas penso que é necessário ter os lábios bem hidratados para os poder utilizar.


Lace Detail | Cherry Skies | Soft - Spoken | Vintage


- Salomé




Wednesday, 23 November 2016

Memory Lane #1

Todas as histórias têm um início. A nossa foi em Coimbra, em agosto de 2015. Por via de um amiga, que para já, se manterá no anonimato (descansem, ela será mencionada, fortemente, no futuro), aqui a gata e a unicórnio foram dadas a conhecer, em carne e osso, pela primeira vez. E o universo, como o conhecemos, implodiu.

E é deste modo que introduzimos um novo segmento deste nosso pequeno espaço: a Memory Lane. Nesta secção do blog viajaremos através de memórias e saudades que qualquer cheiro, imagem ou sonido nos possam trazer, e que possamos partilhar convosco.

Portanto, numa bela noite de verão, antecedente à viagem de ida para o acampamento do festival Paredes de Coura, a Ana e a Salomé tiveram o seu primeiro contacto na esplanada do Académico, na qual imediatamente começaram a divagar sobre os mais diversos temas de extremo interesse filosófico, como, por exemplo, gatos e crises de ansiedade.

Aqui fica um pequeno memorando fotográfico dessa nossa pequena (e primeira) aventura.


Como todo e qualquer throwback é bonito, este blog é somente um marco na história da nossa amizade.

A quem nos deixou ao frio durante uma hora às escuras: não, não nos esquecemos disso.

Tuesday, 22 November 2016

Apresentações: A Salomé.



A Salomé também é um fera especial. Para começar, tal como a gata aqui do blog, esta unicórnio não gosta de falar de si própria (novidades, novidades). Mas, já que tem de ser, e tal, vamos lá a isso.

Sou mãe de uma gata completamente desprovida de coordenação, o que, se pensarmos bem no assunto, até vem mesmo a calhar bem, porque eu própria também não tenho muita, para vos dizer a verdade.

Dicotómica dos pés à cabeça, insatisfeita crónica, e, como já dizia o Variações, "só estou bem onde não estou”. É daquelas coisas da vida.

Vivo vinte-e-quatro sobre vinte-e-quatro horas num mundo de unicórnios, póneis, gatos, princesas, super-heróis e bruxas. E gosto muito disso, porque a realidade até acaba por ser demasiada aborrecida para o meu gosto.

Depois de 4 anos numa licenciatura que não me adoçava muito o paladar, decidi especializar-me em Fotografia, e é isso que estou a fazer de momento. E, como tal, sou melhor a comunicar por imagens, do que por palavras, como seria de esperar.

Sou apaixonada por Cinema, por Moda, e com uma pilha demasiado grande de livros para ler (lá está, a típica problemática problemática do tempo livre).

Pois, não sei o que mais escrever. Resumindo, sou uma unicórnio colorida cuja cor preferida é o preto.

Sinónimo: Salomé.

Monday, 21 November 2016

Apresentações: A Ana.



A Ana é um bicho estranho. Até diria que é uma ave rara, mas a moça tem a mania que é uma gata (infelizmente, não no sentido informal, não por se achar uma gaiata bonita e interessante; mas mesmo por gostar de dormir sonecas em posições que desafiam as leis da gravidade, e por metade da sua higiene ser feita à lambidela… ou não). 

Neste momento, está a acabar (esperemos) a sua licenciatura em Design no IADE, mas os seus interesses estendem-se bem para lá dos limites dessa área. Ainda dentro do domínio da estética, a Ana gosta muito de fotografia, de ilustração, pintura, cinema (também é uma arte!)… enfim, de tudo um pouco. Mas a Ana também gosta muito de ler, apesar de não ter tanto tempo para o fazer quanto gostaria. 

Gostos à parte, eis que chega a parte de falar da personalidade da garina… é a parte chata. É que há um problema, não é fácil descrever a Ana. A Ana não gosta de falar dela. É por isso que a Ana passou este tempo todo a escrever na terceira pessoa, ao invés de se apresentar diretamente a vocês, como deveria de ser. 

A Ana é anti-social, a Ana é introvertida, a Ana consegue ser uma melga. Mas a Ana também consegue ser simpática. E divertida. E criativa. E inteligente (Ou, pelo menos, ela gosta de pensar que sim). 

Então… Aqui fica. Olá, mundo. Eu sou a Ana.

Saturday, 19 November 2016

Olá, olá.

Sigam o nosso blog com o Bloglovin!

Saltámos agora nós, então, tal D. Sebastião, do misto do névoa e do mistério, num surto de assombro para o vosso universo. Não se incomodem se nos acomodemos.

Não estranhem também a nossa presença. Estamos aqui para ficar. Se ainda não perceberam o porquê de estarmos aqui, também não tem mal, também nós ainda não o sabemos muito bem. Digamos que é uma viagem de auto e hetero-descoberta; como tudo na vida, portanto.

A única coisa que sabemos é que somos, respetivamente, uma unicórnio fabulosa e uma gata descoordenada.

O The Sad Girls Club chegou, e com ele mais surpresas virão.

Stay tuned.